únicos verdadeiros amores da minha vida

Hoje, filhotes airosos,
sinto saudade dorida
dos seus cachinhos formosos
que me enfeitaram a vida!

Sílvia Mota.
Rio de Janeiro, 9 de agosto de 2003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário