a paz da minha poesia



a paz da minha poesia
por encantar fez-te meu,
mas ao fragor do meu dia
teu vil temor se perdeu

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Cabo Frio, 17 de outubro de 2008 – 23h03

Nenhum comentário:

Postar um comentário